Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Seg | 08.10.18

Terceira carta

Fatia Mor

Hoje, esta carta é tua.

O homem que amo todos os dias, desde que te conheci.

A tarde era de fim de verão apesar do outono já se ter instalado. O impulso irresistível da mudança guia-nos, apesar de o nosso lugar de observador não nos permitir ver a velocidade a que giramos. Nesse dia, a monotonia cálida dos dias que antecipam o inverno prostrava-me em casa e a custo saí, para me encontrar com uns amigos. Encontrei-te com eles. E nesse momento o meu coração falhou uma batida, indicativa da mudança do rumo, do sismo que estava na iminência de ocorrer nas minhas certezas, na minha vida.

 A primavera floresceu em mim, o ar tornou-se mais ameno, os dias mais belos. Trouxeste-me a certeza de que todos os amores, até então, tinham sido ensaios e preparações da vida para o que viria a acontecer entre nós. E isso não lhes tirava qualquer mérito, pelo contrário, foram a súmula de tudo que me fez tal e qual o precisavas. Foram os teus que te criaram, tal e qual, como eu necessitava.

Logo, logo, talvez não o tenha sabido reconhecer. E hoje, também sei, que o nosso amor evoluiu além das fronteiras do que poderíamos saber então. Transbordou. Renasceu. Reinventou-se. E recria-se, todos os dias, quando abro os olhos e te vejo ao meu lado. 

Hoje fazemos 7 anos de casados (e muitos mais em conjunto), portanto, esta carta é tua e só tua. Deveria ser a última mas será a terceira. Talvez seja a conta que Deus fez, talvez seja o momento da escrever. Não sei. Mas, neste dia, mais nenhuma faz sentido.
Parabéns, meu marido, meu companheiro, minha metade da laranja. Hoje é o nosso dia. 

A ti, obrigada, pelo teu Amor. Se acabar amanhã, acredita, já encheu um universo inteiro.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.