Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Ter | 19.06.18

Terapia de grupo #2

Fatia Mor

Olá, sou a Fatia Mor e estou de rastos!

 

(Olá Fatia Mor, responderão vocês!)

 

Não sei se é só de mim, se é deste tempo (ora quente, ora fresco, ora sol, ora chuva, nuvens e cinzento), se é da época, se é do ano, se é do mundial de futebol... Só sei que ando esgotada.

Adormeço que nem uma pedra no sofá e quando me mudo para a cama fico a pensar na vida e em tudo o que tenho para fazer. Concomitantemente, esqueço-me de marcações, de ler emails, de responder a solicitações. Vivo entre as coisas que tenho para fazer, as coisas que tenho para me lembrar e as coisas que efectivamente consigo fazer... E digo-vos, não é bonito!

Pelo meio, perco a paciência. Perco a paciência com os miúdos, que me parecem fazer asneiras a um ritmo vertiginoso; perco a paciência comigo por perder a paciência com eles; esqueço-me que é preciso cuidar de mim e da minha sanidade mental para os fazer felizes.

Quero muito acreditar que as férias estão ao virar do mês de julho, que agosto está já aí com tudo de bom e menos bom que traz consigo. É que por norma, ao virar de agosto está logo setembro e volta tudo ao mesmo. E pronto, irrito-me por viver em antecipação, da antecipação, num sofrimento idiota que não é necessário nos dias que correm. 

 

Alguém que me ofereça uma passagem para uma ilha paradisíaca? 

 

22 comentários

Comentar post