Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

19
Dez18

O drama, o horror!

Fatia Mor

Já por mais de uma vez referi aqui a veia dramática da Fatia#1. 

Há ali qualquer coisa de especial e acho, francamente, que tenho que considerar em colocá-la numa oficina de expressão dramática. Aquilo precisa de sítio para extravasar de forma saudável!

Depois da Fatia#2 anunciar que gostava de ser grande para dar beijos na boca, a avó Fatias resolveu meter-se com ela para tirar nabos da púcara:

- Oh Fatia#2, ouvi dizer que andaste a dar beijos na boca lá na escola!

- Não, não avó! Isso foi outra menina. 

- Tens a certeza, olha que disseram-me que foste tu!

- Não, não! Não fui eu, a sério.

Nisto, do outro lado da mesa, salta a Fatia#1 quase aos gritos:

Mas tu queres apanhar herpes, é? É isso? É que vais apanhar herpes se andares aos beijinhos na boca!

 

Estou garantida. Fatia#1 trata do assunto "namorados/as" quando chegar o tempo. E corta logo o mal pela raiz, minha rica filha!

13
Dez18

Isto vai ser bonito, vai!

Fatia Mor

- Mãe, quero ser grande, já! - diz-me a Fatia#2 do alto dos seus 4 anos.

- Então, filha, tudo leva o seu tempo. Hás-de ser grande, um dia. 

- Mas eu gostava de ser grande agora.

- Porquê filha? - perguntou eu a medo, que daqui nunca se sabe o que vem...

- Para dar beijos na boca!

 

 

Vou já começar a preparar os analgésicos para a dor de cabeça que esta miúda me vai render.

 

 

03
Dez18

Volta verão, estás perdoado

Fatia Mor

Eu estou doente. 

Depois de acreditar no poder da auto-cura do corpo (se a minha mãe vê isto, mata-me) e não resultar, fui ao médico para sair de lá com uma infecção respiratória! Juro que antes não tinha nada. Foi ali mesmo no consultório que a coisa se deu. Tenho para mim que a enfiaram cá dentro com a máquina de raio-x.

Na sexta, pequena Fatia#2 queixa-se da barriga. Não preciso de explicar o que vem a seguir, certo? 

No sábado à noite já estão todos ranhosos, a tossir. Cada um ressona para seu lado, quando Fatia#3 acorda, cheio de tosse e com uma respiração que parecia um comboio do século XIX a carvão. Ou uma bomba de tirar água. Como preferirem. 

Sai o Fatiasman para o médico, já depois da meia-noite, para voltar com um miúdo recuperado, depois de cortisona e aerossóis. 

Quem se safa "maizómenos" é a Fatia#1 que, do alto dos seus seis anos e enorme experiência nestas viroses manhosas, mostra algum ranho mas vive bem com isso. Lava-se o nariz (bendito nose buddy... ainda não vos falei desse milagre????) e já está!

 

Só falta mesmo o Fatiasman... Põe-te na linha marido, o próximo és tu.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre a FatiaMor

foto do autor

Fatias antigas

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

Créditos

Imagens produzidas e fornecidas por Flaticon (https://www.flaticon.com/).