Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Qua | 01.07.20

Incompletude

Fatia Mor

Parece que falta um pedaço de mim. Quase como saído de uma música, o estado actual das coisas trouxe-me um sentido de incompletude.

Sinto falta da espontaneidade. A sensação de podermos abraçar e beijar sem nos recriminarmos, sem sentirmos que estamos em incumprimento de leis sagradas. 

Sinto falta da liberdade de entrar num restaurantes, sentar-me, escolher, comer. E partilhar à mesa, estar descontraída, sem medo do que possa acontecer a seguir.

Sinto falta de nos juntarmos, amigos, todos debaixo do mesmo tecto. Sem máscaras. Sem limites. Sem distâncias.

O que sinto falta é mesmo da possibilidade, num tempo em que vivemos na probabilidade de ter ou não ter o vírus, ter ou não ter uma doença, ter ou não ter servido de veículo para a transmissão.

Inevitavelmente, tudo passa. Eu sei. Mas que marcas ficarão depois de tudo passar? A história escreve-se à nossa frente, pela nossa mão, de facto. Só nunca esperei escrever esta.

Falta um pedaço de mim... o pedaço de todas as possibilidades...

1 comentário

Comentar post