Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Qui | 04.01.18

Fatia#3

Fatia Mor

Há imenso tempo que não falamos do meu já-não-tão-pequeno-filho mais novo. 

O benjamim está crescido e está uma fofura deliciosa, tal como pode ser atestado por quem o conhece. 

Do alto dos seus 15 meses, já anda (ou melhor, percorre alguns percursos em formato bípede), palra imenso e faz algo delicioso: faz sons como se estivesse a contar, tal como as irmãs fazem. É uma delícia ouvi-lo "ãaaaa, dõoooo, teeeee, caaacuuuu", enquanto nos espeta o dedo na testa (bem, às tantas está é a imitar-me a mim, quando faço contagens perante o desprezo que as manas dão aos meus pedidos!).

Adora redecorar a sala - já me partiu a tampa de uma jarra. Adora arrumar as gavetas do quarto dele - tira a roupa toda, lavada e passada, e enfia-a dentro do cesto da roupa suja. Adora cozinhar - leva o dia a abrir as gavetas da cozinha e a mexer em colheres, nos panos de cozinha, nas bases de cortiça, nos esfregões novos, no azeite e no vinagre. Ah, e espalha sal no chão!

Uma maravilha. Digo-vos que se não for uma destas coisas -  cozinheiro, decorador, empresário do ramo do passa-a-ferro - tenho a certeza que será alpinista. 

É que ainda ontem, fui dar com ele, em cima da sanita (vá lá, estava com o tampo em baixo), a trepar para cima do autoclismo. Em dois segundos que virei as costas para ir atender a Fatia#2. 

Digam lá, se não tenho um Fatia#3 multifacetado?

 

#SomosTodosPaisÀBeiraDeUmAtaqueDeNervos

 

8 comentários

Comentar post