Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Sex | 29.11.19

Desafio de escrita dos pássaros #12 - Estes pássaros não se calam

Fatia Mor

Se vocês soubessem,
Como tudo aconteceu
Diriam que logo sem demora
Que todo o mundo ensandeceu

Estas alminhas perdidas
Por Portugal espalhado
Por vias de um casamento
Haviam de se ter encontrado

E agora quem os vê
Logo pela manhãzinha
Um caracol atarefado
E logo todos dizem... É maluquinha! 

Bom dia a quem se levanta
E todos logo refilam
O café ainda mal saiu
E há que lhe enfie... Gengibre

Mas há comboios para apanhar
E quem convide para um café
Vamos todos, não falha um
Toca a trabalhar, pois é!

Estudasses... Alguém diz
Quando gabam a boa vida
E a quem vai de férias, já sabe
Sai um ódio(zinho) na rifa!

Logo sai uma piada
Trocadilho de má intenção
Todos riem e acertam
A clara presunção

Sai cacete, regueifa
Joaninhas e coisas que tal
Soubessem vocês do que se fala
E já tinham levado a mal

Mas ali nada se diz
Que traga desaforo ou tristeza
Enxugam-se lágrimas
Dão-se abraços
É às vezes,
Nem se diz nada, com certeza! 

Mas estamos lá ao acordar,
Ao almoço
E ao jantar
Do bom dia ao boa noite
Não paramos de piar.

E agora desculpem lá,
Que isto hoje saiu tardinho
Mas antes tarde e cá fora
Do que piar de fininho!

Piu piu... Que estes pássaros não se calam.

6 comentários

Comentar post