Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Ter | 04.09.18

A crescer

Fatia Mor

Os dentes caem-lhe deixando buracos que rapidamente são preenchidos por outros dentes, maiores e mais resistentes. Cresceu e aumentou o peso durante as férias, deixando as calças "a regar", os calções demasiado curtos e as t-shirts vestidas com ar de quem já não cabe bem lá dentro. Quando dou por mim, emite opiniões, tem interesses e aparenta já ter os seus próprios fantasmas e ansiedades. 

A escola está ao virar da esquina e já consegue dizer o que sente quando pensa nisso. Está a crescer a olhos vistos e isso faz-me ver que o sentido da vida é todo o mesmo. Menina agora, mas essa ideia está para partir e em breve não tenho mais uma criança em casa, mas sim, um protótipo de mulher. Sei que ainda leva alguns anos nesse lume brando, mas ultimamente, a infantilidade parece estar a desaparecer.

Percebe subtilezas no discurso e usa-as também. Disfarça, enfatiza, mostra enfado para rir em seguida por estar a ludibriar-nos com sucesso. Percebo agora a resistência de todos os adultos em aceitar que somos seres independentes. Que crescemos. É bom acalentar a ideia de que seremos sempre o seu norte, mas a verdade é que este será apenas a referência para partir para outros rumos.

Por muito que esforce, ela é ela mesma e a isso nunca poderei fugir. Não é minha, não é um prolongamento meu e o meu raio de influência começa a fechar-se com a passagem dos dias.

Agarro-me com força ao mais pequeno, que ainda me trepa pelas pernas quando chego a casa e à do meio que ainda procura o meu colo. Cabem todos, mas lentamente, a menina mais velha começa a ceder o seu espaço para conquistar a sua independência.

Sei que ainda falta... mas a verdade é que ainda ontem faltava muito tempo para começar o seu percurso na escolaridade obrigatória e olhem, é já daqui a uns dias. Deixem-me preparar para o que aí vem...

 

11 comentários

Comentar post