Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Qua | 27.01.16

Ao escrever, sinto.

Fatia Mor

Ando sem paciência para escrever.

Eu, que sempre pus na palavra escrita a tábua de salvação para os meus pensamentos e sentimentos, que faço das virgulas as minhas pausas mentais, ando sem vontade de me declarar às folhas brancas, sejam elas digitais ou físicas. A forma escrita confere existência. Contornos. Se não escrever, não existe, não sinto.

Por isso, perdoem-me as ausências escritas, fluidas e maduras. Ainda que não seja esse o propósito, sinto que a prosa não nasce em mim, por estes dias.

 

 

 

Isso... e dois dias férias. 

(Já estavam a ficar preocupados, confessem lá!)

 

 

Seg | 25.01.16

A profeta

Fatia Mor

A chegar ao médico:

Fatia #1: Oh mãe, eu vou chorar!

FatiaMor: Mas porquê filha?

Fatia#1: Porque eu não gosto dos doutor.

FatiaMor: Mas ainda nem o viste!

Fatia#1: Mas eu sei que não vou gostar e vou chorar.

 

Contra factos...

 

Pág. 1/6