Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

Vida às fatias

Ter | 27.10.15

Qual é coisa, qual é ela...

Fatia Mor

...que me fez enfardar bolachas e chocolate em 5 minutos?

 

Há dias em que gostava de ser homem, juro! Dava de bom gosto a alteração do humor, a vontade de assaltar a despensa e, já agora, o resto que há-de vir daqui a uns dias! É que dava e de gosto!

Seg | 26.10.15

Red Velvet

Fatia Mor

Bom, porque as meninas Palomina Greeneyes são umas gulosas curiosas e querem saber a receita do bolo que por aqui anunciei hoje de manhã, e para não me acusarem de querer guardar a receita a 7 chaves [LOL], aqui fica a mesma!

 

Bolo Red Velvet

Ingredientes:

  • 240g de leite
  • 1 colher de sopa de sumo de limão 
  • manteiga qb para untar
  • 250g de farinha tipo 55
  • 1/2 colher de sal
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó
  • 110g de manteiga à temperatura ambiente
  • 300g açúcar
  • 2 ovos grandes
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 colheres de sopa de corante alimentar vermelho líquido
  • 1 colher de chá de vinagre de vinho branco (por vezes é preciso mais)
  • 2 colheres de chá de bicabornato de sódio

Preparação:

O forno deve estar pré-aquecido a 180º. Untar uma forma de 23 cm e polvilhar com farinha. Podem cozer em duas formas diferentes as duas metades do bolo ou cozer tudo numa só, e depois dividir em duas partes. Apresento a modabilidade Bimby e Não Bimby (NB).

  1. Pesar o leite num recipiente à parte e adicionar o sumo de limão. Deixar repousar e reservar.
  2. No copo da bimby seco e limpo colocar a farinha, o sal e o cacau. Programar 10 seg., vel 4 (NB: peneirar a farinha e misturar bem com o resto dos ingredientes secos).RESERVAR
  3. Colocar no copo a manteiga. Programar 2 min., vel. 4. (NB: colocar a manteiga na batedeira em velocidade média e bater até ficar mais desfeita e uniforme.)
  4. Colocar a borboleta na bimby. Adicionar o açúcar. Programar 2 min., vel.4. Com a ajuda da espátula baixar o que ficou agarrado às paredes do copo. (NB: adicionar o açúcar e misturar até ficar uniforme. Não precisa de desfazer o açúcar por completo).
  5. Programar a bimby para 1 min. à vel. 3 e deitar os ovos pelo bocal, um de cada vez, deixando-os envolver. (NB: Com a batedeira em funcionamento, adicionar os ovos à vez até a mistura ficar homogénea).
  6. Adicionar a essência de baunilha e envolver, 5 seg., vel.3. (NB. Adicionar a essência e envolver)
  7. Adicionar o corante ao leite reservado. Colocar a bimby (ou a batedeira em funcionamento) - 2 min., vel. 3 - e ir deitando, de forma alternada, o leite com o corante e a farinha, à mistura anterior.
  8. Num recipiente à parte, misturar o bicabornato de sódio e o vinagre, e mexer. Assim que efervescer, adicionar imediatamente à mistura e envolver. 10 seg., vel. 3.
  9. Dividir pelas duas formas ou pelas formas dos queques (é uma boa massa para fazer cupcakes) imediatamente e colocar no forno.

O resultado deve ser este:

IMG_20151024_165223.jpg

Uma massa consistente e bem avermelhada.

 

O tempo de cozedura é de cerca de 30 minutos. Nunca abrir o forno antes dos 20 minutos de cozedura e garantir que o forno está bem quente antes de colocar o bolo.

 

Cobertura de queijo creme

Ingredientes:

  • 110g de açúcar em pó (ou icing sugar)
  • 400g de natas com 35% de gordura (bem frias)
  • 200g de queijo creme tipo philadelphia
  • 250g de queijo mascarpone
  • 1 colher de chá de essência de baunilha

Preparação:

  1. No copo limpo e bem seco pulveriza-se o açúcar - 15seg.,  vel.9
  2. Colocar a borboleta; adicionar as natas e programar 2minutos e meio, vel. 3 e 1/2. ATENÇÃO: a velocidade máxima para esta operação é 3-4 sob pena de as natas passarem a manteiga... e muito cuidado com o tempo também. O chantifix deve ser adicionadp a meio do processo de bater as natas. Reservar
  3. Colocar no copo o queijo creme e o mascarpone, programar 1 min, vel. 4 (com a borboleta).
  4. Adicionar a essência de baunilha e programar 30seg., vel. 4.
  5. Incorporar, manualmente, esta mistura no chantili.

 

Montagem do bolo

1. Separar o bolo em duas metade idênticas (caso não o tenham cozido de forma separada).

2. Passar as framboesas por água e escorrê-las bem. Normalmente utilizo cerca de 300g de framboesas e passo-as por papel absorvente antes de as colocar no bolo.

IMG_20151025_140001.jpg

 3. Cobrir as framboesas com uma camada generosa do recheio de queijo creme.

IMG_20151025_143320.jpg

 4. Com o restante cobrir o bolo. Eu não levo muito jeito, daí o aspecto desajeitado.

IMG_20151025_144202.jpg

 Et voilá! O resultado final!

IMG_20151025_144354.jpg

 

 Espero que gostem!

Sex | 23.10.15

Sou só eu...

Fatia Mor

...ou vocês também não acham assim tão simples a execução dos DIY que aparecem por aí?

 

"É só fazer assim", seguem-se 20000 passos de artes mágicas e eis resultado brilhante, de extremo primor, impossível de alcançar sem uma varinha de condão!!

 

E eu ter duas mãos esquerdas, sendo destra, também não ajuda...

Qua | 21.10.15

A minha relação com o jantar

Fatia Mor

Frigorífico.

Abre a porta. Olha. Fecha a porta. Olha à volta. Abre a porta novamente. Mexe num tupperware. Fecha a porta. Olha à volta. Abre o armário. Fecha o armário. Abre a porta (do frigorífico). Olha. Fecha a porta. Olha para a fruteira. Abre a porta do congelador. Olha para as horas. Fecha a porta do congelador. Abre o armário. Fecha o armário. Abre a porta (do frigorífico). Fecha a porta. Abre o armário. Come uma bolacha. Pensa na balança.

É isto.

Vou dar em doida, não vou?

Qua | 21.10.15

Pérola #18

Fatia Mor

(contada entre muitos risos pela D. Fatia)

 

Fatia#1 esteve adoentada e ficou por casa uns dias com a sua irmã e a D. Fatia, que toma conta das duas.

Ouvia atentamente uma história quando, Fatia#1, resolve interrompê-la...

 

Fatia#1: Oh D. Fatia mas a minha dizeu...

D. Fatia apressa-se a corrigi-la. "Disse, querida, disse!".

Fatia#1: Está bem, ora a minha mãe disse e dizeu... 

 

E tenho dito ou ditado... Pronto!

 

Qua | 21.10.15

Eu já...

Fatia Mor

... me levantei de uma aula e deixei o professor a falar sozinho.

 

Vão longe os tempos em que eu me sentava no lado de lá da cena. A última vez foi no mestrado e já lá vão uns anos. Estava cá um professor convidado, que não vou identificar porque é conhecido (e bastante conhecido) no palco académico e social português.

O tema é psicofisiologia e às páginas tantas a conversa derivou para a gravidez. Afirmava o senhor, taxativamente, que as mulheres quando amamentam não podem engravidar. O mestrado era frequentado por várias classes profissionais e as enfermeiras, duas das quais especialistas na área da saúde materna e infantil, começaram a rir-se. Instalou-se o debate... Elas diziam que se as mulheres não engravidassem com a amamentação, muitas não chegavam lá grávidas com crianças de colo. Que isso só era possível se a amamentação decorresse com intervalos inferiores a 3 horas de forma consistente e que por isso, também, se tinham popularizado as pílulas compatíveis com a amamentação. 

A eminência dizia que não! Que dar de mamar significava que não podiam engravidar (oh ignorância!). Como tenho formação especializada em sexologia apontei-lhe para as evidências de que as relações sexuais e os partos eram mais traumáticas há umas décadas, mas que com a medicalização do parto e seguimento especializado das puérperas, os casais retomavam as relações sexuais mais cedo, aumentando o número de casos de mulheres que efectivamente engravidam durante o período de amamentação, pelos factos apontados pelas especialistas.

"Cale-se menina, sabe lá do que fala..." - foi o que ouvi de um homem já no vértice do colérico.

E eu calei-me, levantei-me e saí da aula... E atrás de mim vieram os alunos todos! 

 

Espero que aprecies Quarentona!

(continuidade ao desafio da nossa Mula)