Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

08
Mar16

Ser mulher

Fatia Mor

Não sou uma super-mulher. Não tenho poderes especiais. Não sou uma deusa, nem me faço passar por uma. 

Sou uma mulher como tantas outras. Com sonhos, com esperança, com vida. Com decepções, com tristezas. Com os meus dias bons e os meus dias maus.

Acredito que ser mulher não é mais que ser homem. 

Acredito que ser mulher não é ser privilegiada por um estatuto especial.

Acredito que ser mulher é honrar os direitos e as oportunidades iguais, conquistas com muito sofrimento, com muita dor, por mulheres visionárias e corajosas e por homens igualmente visionários e capazes de aceitar esta igualdade.

Porque ser mulher, no dia da mulher, não é ser especial. 

É ser igual. 

 

(A Língua Afiada disse isto tão bem, mas já tinha o post agendado, e resolvi editar!)

7 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre a FatiaMor

foto do autor

Fatias antigas

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Créditos

Imagens produzidas e fornecidas por Flaticon (http://www.flaticon.com/).