Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

03
Mai16

Semana #16

Fatia Mor

Querido diário,

 

Não tenho muito a registar. A barriga continua a crescer, o cansaço permanece e as hormonas andam aos saltos, quais pulgas em cão de rua. 

Não sou uma grávida de me deixar levar pelas emoções, mas ando menos tolerante em geral, e em particular com a estupidez humana. E o filtro também anda menor, ainda que não me pareça que isso constitua sempre um problema.

 

Ainda assim, não posso deixar de te falar em algo que me irrita profundamente. Quando engravidamos e damos um ai, porque batemos com o dedo mindinho num canto qualquer de um móvel esquecido, há logo alguém que grita, cheio de propriedade, "gravidez não é doença". Tenho sempre vontade de responder que "estupidez humana também não, mas nos dias que correm parece que estamos acometidos de uma pandemia". Bom, avancemos!

 

Gravidez não é doença. Concordo em absoluto. Mas se não é, tenho dias em que acho que é uma, de complicado diagnóstico e sem tratamento plausível

Primeiro, somos insistemente picadas e vigiadas do ponto de vista médico. Não há trimestre em que não se colha sangue, em que não nos olhem para as entranhas de uma forma mais ou menos invasiva e até esfregaços nos fazem!

Segundo, há um conjunto de restrições mais ou menos alargado (depende do médico e da audácia da grávida). Em caso de não imunidade à toxoplasmose e outras coisas acabadas em "ose", nada de saladas mal lavadas ou fora de casa. Nada de carne mal passada. Bebidas alcoólicas, nem pensar! Nada de morangos, caracóis, marisco bivalve (e para alguns, marisco algum), nada sushi (para outros nada contra), nada de bebidas com gás. Pelo menos 2l de água por dia (Deus m'a livre), que no verão pode chegar aos 3l. Temos que nos alimentar em condições (algo que já devia ser uma tendência) mas se comemos mais um grama do que é habitual "ai cuidado com o peso, não vás parecer uma baleia!". Ah e claro! Cuidado com os açúcares, as diabetes gestacionais e outros problemas comuns.

Terceiro, se ficamos doentes de outra coisa qualquer é um drama. Nada de medicamentos! Não respira? Nada de sprays nasais. Água do mar e em pouca quantidade. Nada de brufens, comprimidos para as dores ou outra coisa qualquer. Benuron 500mg, vá 1000mg se a coisa foi muito agreste!

Quarto, nada de viagens muito longas de carro. Há que parar de duas em duas horas, para esticar as pernas e a partir das 32 semanas (ou até mais cedo) nada de andar de avião. E há quem diga, nada de conduzir a partir de certa altura, porque em caso de acidente o airbag pode ser mais prejudicial do que benéfico. E já agora, descansar bastante, pernas ao alto por causa da circulação e manter a tensão dentro dos limites.

Quinto, cuidado com os exercícios demasiado esforçados, com os pesos que carregamos, com o tempo que passamos em pé. Nada de estar muito tempo parado (circulação novamente), e devemos fazer longas caminhadas a um passo regular. Esqueçam as noitadas, as saídas malucas e outras actividades radicais. Espera-se o recato de uma grávida; nada de andar em cowboiadas!

 

No meio disto tudo, se nos queixamos ao médico que temos contrações fora do tempo, que nos sentimos extenuadas, tontas ou aziadas, ou que temos dores pélvicas, olham para nós com ar de caso e repetem veemente "oh menina, mas gravidez não é doença, isso é tudo normal". Ao que eu tenho vontade de responder "Ai é? Normal é eu poder viver a minha vida sem ter que vir aqui de 4 em 4 semanas pagar para me dizer que a gravidez é um estado normal. E já agora beber um copo de vinho às refeições e conseguir andar sem parecer uma pata choca!!".

 

É meu querido diário! Gravidez não é doença. Mas que parece, parece!

Até para a semana.

8 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre a FatiaMor

foto do autor

Fatias antigas

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Créditos

Imagens produzidas e fornecidas por Flaticon (http://www.flaticon.com/).