Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

19
Mar15

O Pai das minhas Fatias

Fatia Mor

Fatiasmén hoje é o teu dia. Na breve passagem que fizeste hoje cá por casa nem eu, nem as tuas filhas, te felicitámos pelo dia do Pai. Ora bolas! Fica para o fim-de-semana e eu prometo recompensar-te com um bolo com muito açúcar!

Tenho andado pelas "internetes" a ler as demais coisas sobre o dia do Pai. Aparentemente não fui a única a fazer um post lamechas cheio de sentimento sobre a efeméride. E comecei a dar-me conta que há uma fasquia elevadíssima a atingir de acordo com os feitos dos pais-alheios! Sinceramente, sinto que se eu fosse pai (não no sentido genérico, mas sim no particular do macho) sentir-me-ia altamente pressionado para desempenhar bem acima da média: grande parte deles são o melhor pai do mundo e isso é difícil de bater!

O meu Fastiasmés não é o melhor pai do mundo. Lamento fofo, mas é verdade! Raramente está em casa, por vezes não tem paciência para as macadas da Fatia#1, outras vezes perde-a mesmo e lá levanta a voz à catraia quando esta passa das marcas, e se for preciso passa-me a Fatia#2 quando esta fez algo mais mal cheiroso. 

Mas... E aqui há um grande mas! Ama-as do fundo do coração! Aceitou-as quando ainda nem pensava ser pai (da primeria e muito menos da segunda). Superou todos os seus medos más disposições passageiras para as ver nascer. Foi capaz de lhes pegar ainda acabadinhas de vir ao mundo e de se apaixonar por aqueles pequenos seres que lhe fazem nascer cabelos brancos e recuar as entradas do cabelo, a cada dia que passa. 

É-lhes admirador devoto, perde-se a falar delas e são muitas vezes o tema de conversa antes de irmos dormir, quando estamos só os dois. E não nos cansamos de as admirar, de as ver crescer e de rejubilar com os seus pequenos-grandes feitos!

E mesmo não sendo o melhor Pai do Mundo, é para ele que a Fatia#1 corre quando ouve a chave a meter à porta, relegando-me rapidamente para segundo lugar. É no colo dele, de uma forma meio estranha, que a Fatia#2 mais depressa adormece. E que adormecem os dois, numa sintonia perfeita, nas tardes frias de sábado ou domingo. 

Portanto, não subindo ao pódium neste dia de medalhados, o nosso Fatiasmén tem um lugar no coração de cada uma de nós! 

Vá, dando uso ao chavão, para nós és o melhor pai do mundo. Pronto, do prédio. Ok, cá de casa, que nunca se sabe que pais medalhados há à nossa volta e não quero ofender nenhum!

 

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre a FatiaMor

foto do autor

Fatias antigas

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Créditos

Imagens produzidas e fornecidas por Flaticon (http://www.flaticon.com/).