Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vida às fatias

Gostava de escrever um texto inspirador que servisse de meta a este blog... mas não há! É consumir depressa antes que acabe!

02
Jun17

35 anos, 10 lições

Fatia Mor

Completo hoje 35 anos. 

Há uns anos, quando olhava para as mulheres com esta idade, com carreira, com família, sentia profunda admiração. A segurança com que avançavam a cada decisão, a capacidade de se dividirem por vários quadrantes da vida... Tudo me parecia de uma adultez incontornável e que ansiava conhecer.

 

Hoje faço 35 anos e continuo a sentir-me a mesma rapariga de 18 anos que admirava as mulheres de 35!

 

Porém, em retrospectiva, acho que já acumulei algum conhecimento nestes anos de vida e espero, francamente, vir a adquirir muitos mais daqui para a frente.

 

1º Nunca duvidar do nosso valor. 

Durante muitos anos hesitei no que tocava ao meu valor. Agora acredito mais em mim, conheço-me bem, e sei o que valho. E essencialmente, sem orgulho e sem falsa modéstia.

 

2º Compreender que o valor do outro não anula o nosso.

A segurança permite-me ver que o que os outros acrescentam não tem que ser uma ameaça àquilo que valho. Pelo contrário, a complementariedade é uma mais-valia para o bem maior.

 

3º Conhecer e aceitar os meus defeitos.

Sei, concretamente, onde estão as minhas falhas. Aceito-as com a devida revolta de não as querer para mim. E tento, todos os dias, mudá-los um pouco. O pior de todos? Detesto ir ao confronto, detesto ter que me impôr e fico doente quando tenho que o fazer. Mas começo a compreender que dói mais adaptar-me a tudo do que tentar manter a minha estrutura intacta. A flexibilidade é a palavra chave. O equilíbrio o mais difícil de encontrar.

 

4º A evolução não se faz aos saltos.

Por muito que queira mudar, há aspectos que estão tremendamente enraizados. São estruturais à minha personalidade e dificilmente conseguirei modificá-los à velocidade que gostaria. Se antes me frustrava quando me deixava cair nas armadilhas do meu ego, agora já tenho um diálogo mais racional comigo e consigo resolver melhor estas questões de frustração interna.

 

5º Chateia-me muito menos o que os outros pensam de mim.

Mas ainda assim, gostava de sentir a avaliação dos outros como uma breve brisa que mal me faz mexer a roupa, quanto mais o íntimo.  

 

6º Ser feliz não depende apenas de mim.

A minha felicidade passa não só pela satisfação dos meus desejos e necessidades, mas também pela alegria dos que amo, pela paz que se faz sentir, pela calmaria à minha volta. 

 

7º Preservar-me é essencial.

A minha avó dizia sempre não metas dentro de casa quem dela te pode tirar. Há caminhos que não vale a pena percorrer, mesmo que sejam entusiasmantes. Há pessoas que não merecem a nossa dedicação, nem a nossa proximidade, mesmo que isso nos doa na alma. Ceder é sempre pior, porque cedemos nos nossos princípios.

 

8º Não gosto da incerteza.

Sou mulher de rotinas. Preciso delas como do ar para respirar e sinto-me bem melhor assim, do que quando achava que tinha que ser aventureira para ser interessante.

 

9º Não sou a melhor mãe do mundo.

Penitencio-me um pouco pelos erros que vou cometendo. Mas apesar de não ser a melhor, sei que faço o melhor que posso. E vivo (mais ou menos) bem com isso. 

 

10º Deixar de querer ser o que não sou.

Passar apenas a ser quem sou, quem posso ser e trabalhar para ser melhor. Ser como o outro, que está aqui ao lado, só me faz doer os pés! Acreditem, os sapatos têm que estar ajustados ao tamanho do pé!

 

Neste dia, estou extremamente grata a Deus por poder estar aqui. E só peço para os próximos 35 sejam igualmente bons. Mesmo sabendo que não há casa onde o sol não entre, quero acreditar que serei capaz de lidar com cada desafio com a serenidade íntima para me apropriar do melhor que daí possa advir.

 

Hoje são 35 e estou muito feliz por isso!

 

 

28 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre a FatiaMor

foto do autor

Fatias antigas

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Créditos

Imagens produzidas e fornecidas por Flaticon (http://www.flaticon.com/).